O congresso ensinou que o crime compensa

O salvo conduto da Câmara dos deputados em Brasília, no último dia  dois foi um tapa na cara da sociedade. Ao arquivar o processo contra o presidente Michel Temer, flagrado em conversas nada republicanas com Joesley Batista, dono da JBS, Temer se incriminou diretamente, no mínimo, pela cumplicidade da corrupção envolvendo o grupo empresarial e políticos.

A desculpa usada pela maioria do deputados que votaram pelo arquivamento foi desastrosa, como se o crescimento da economia amparado pela corrupção fosse justificativa para manter um acusado  e de corrupção no poder. Vale lembrar que o ex-presidente e agora condenado Lula se utilizou da mesma ideologia, para justificar os arrombos do mensalão e  agora, o petrolão se baseando na infeliz frase de Maquiavel, onde os fins justifica os meios.

Outra justificativa patética seria que a queda de Temer fortaleceria o condenado Lula na próxima eleição, sendo que manter o único presidente acusado de corrupção pela PGR é que dará munição ao petista contra seus adversários. 

Na verdade, Lula esperou exatamente este resultado e usa em seu favor o “bandido de estimação” daqueles que se declaram direita. 

A verdadeira mensagem do congresso ao povo brasileiro nesse dia, foi que que o crime compensa no Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s